'Te pego e te jogo pela janela', diz Kalil a entrevistador em Capelinha - Rádio Gospel

Anúncio

06/06/2022

'Te pego e te jogo pela janela', diz Kalil a entrevistador em Capelinha


O pré-candidato ao governo de Minas subiu o tom ao ser questionado sobre dívidas de sua empresa

Pré-candidato ao governo de Minas, o ex-prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), discutiu com um repórter durante entrevista a um canal local da cidade de Capelinha, no Vale do Jequitinhonha, nesse sábado (4). Ao ser questionado sobre denúncias de dívidas de sua empresa apresentadas pela revista Veja, Kalil subiu o tom com um dos apresentadores, DJ Veneno, o chamando de “banana”, de “merdinha”, além de ameaça-lo: “te jogo pela janela.”

“Você não tem nem idade pra isso. Eu devo mesmo. Fui um empresário, tenho 12 empresas, rapaz, eu devo mesmo. Sou igual a qualquer brasileiro, esse país tá quebrado, eu não tenho vergonha de dever não, eu dei coisa em garantia", exaltou Kalil. 

DJ Veneno insistiu com a pergunta, deixando o ex-prefeito ainda mais nervoso. 

"Não grite comigo, rapaz! Molecote. Tá querendo aparecer em cima de mim. Quem é você, não sei nem seu nome, nunca te vi. Se esse moleque estiver aqui, você entrevista esse banana, esse merdinha aqui", esbravejou Kalil. 

Em seguida, o entrevistador rebateu:  "o Zema saiu daqui corrido porque fiz uma pergunta pra ele". Kalil retrucou: "Corrido eu não saio não, é mais fácil eu te jogar pela janela, ô moleque! Quem corre é o Zema. Eu te pego e te jogo pela janela", ameaçou.

Pedido de desculpas

No fim da entrevista, o pré-candidato pediu desculpas pelo ocorrido, mas disse ter respondido  "no mesmo tom da pergunta."

"Eu queria pedir desculpas para você que me assistiu. Esse é um assunto requentado. Isso foi matéria em 2016 na minha campanha, não tem absolutamente nada de novo. Não tem um caso novo. Eu sou assim. Eu respondo no tom que vem. Quero primeiro pedir desculpas. Queria dizer ao telespectador que me desculpe. Acho que essa forma de agressão e desrespeito vem se cristalizando no Brasil. Nós não podemos fazer isso. Eu sou um homem de bem. Eu estou na Justiça defendendo meu direito e não dou e nunca dei motivo pra ninguém, absolutamente ninguém questionar minha honra, minha dignidade ou minha honestidade. Não tenho nenhum processo de nada, de corrupção, de roubo, e mexi com muito dinheiro, mas vou continuar devendo. Porque esse país está liquidado, o empresariado tá liquidado, eu vivo de aluguel de equipamento, eu vivo disso, não tenho a menor vergonha”, afirmou

Mais tarde, em suas redes sociais, DJ veneno comentou o ocorrido e disse que foi agredido pelo ex-prefeito de Belo Horizonte. 

Ele me agrediu verbalmente, me ameaçou por causa que eu fiz uma pergunta pra ele", disse o repórter.


Veja a entrevista na íntegra...


FONTE: O TEMPO

Nenhum comentário:

Anúncio

Pages

Voltar ao Topo