Menino Maxakali morreu de raiva humana na UPA de Teófilo Otoni - Gospel

A rádio da família!

Anúncio

13/04/2022

Menino Maxakali morreu de raiva humana na UPA de Teófilo Otoni

 


A (SES-MG) Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais confirmou, nesta segunda-feira (11), a primeira morte de raiva humana, depois de quase 10 anos sem registros da doença no Estado.

A vítima é Zemilton Maxakali, um menino indígena de 12 anos, da área rural do município de Bertópolis, Vale do Mucuri.
Uma adolescente da mesma idade e região está internada na capital com sintomas da doença.
De acordo com a SES, a morte do adolescente aconteceu no último dia 4, quando ele estava internado na UPA de Teófilo Otoni após ser transferido de Bertópolis, mas somente depois de exames laboratoriais é que o diagnóstico para raiva humana foi confirmado.
Também foi coletada amostra para exame da garota, mas o resultado ainda não foi divulgado. O estado de saúde dela é estável, com evolução positiva. Ambos os meninos foram vítimas de mordida de morcego, o transmissor da doença.
Após o caso dos adolescentes, a SES adotou algumas medidas em Bertópolis, como a vacinação, no último dia 9, de quase 1.100 moradores da região rural; a disponibilização de 100 doses de vacina antirrábica animal para vacinação antirrábica de cães e gatos, conforme a população animal estimada para o município.
Morcegos também fora coletados em Bertópolis por técnicos da SES para estudo.

A doença é viral e tem quase 100% de letalidade.


FONTE: jornaldiarioteo

Nenhum comentário:

Anúncio

Pages

Voltar ao Topo