Flordelis explica motivo para não ir à manifestação organizada pelos filhos

A mobilização foi organizada por três filhos da cantora que foram removidos do grupo da família
Através de seu Instagram a deputada federal Floderlis explicou que não compareceu na manifestação que pediu justiça para a morte de seu esposo, pastor Anderson do Carmo, porque queria poupar sua imagem.
“Eu creio que a justiça para este crime cruel e covarde vai acontecer, eu só não fui lá porque estão explorando de mais a minha imagem e a minha dor, mas eu também clamo por justiça”, disse ela.
A manifestação aconteceu na manhã deste domingo em São Gonçalo, no terreno onde seria construída mais uma igreja do Ministério Flordelis.
A organização do ato foi feita por três filhos de Flordelis e Anderson do Carmo, sendo eles Luan e Mizael, ambos adotivos, e Daniel, o único filho biológico do casal que hoje tem 21 anos.
Mizael Santos, que é vereador na cidade, declarou que o projeto da igreja a ser construída era especial para o seu pai, que, infelizmente não pode realizar o sonho de ver a igreja pronta.
“Estamos aqui porque esse foi um dos sonhos dele. Realizar a inauguração dessa igreja. Infelizmente, roubaram esse sonho dele. Estamos nesse ato para clamar por justiça e verdade. Espero que esse caso seja solucionado o mais rápido possível”, disse ele.
Daniel falou emocionado sobre a morte do pai dizendo que ele “não merecia isso”. Mas resolveu não declarar se desconfiava de alguém de sua família como autor ou mandante da morte. “Sem palavras. Não sei. Não sei nem porque fizeram isso”, disse o jovem.
Luan era pastor no Ministério Flordelis, mas se desligou da denominação dias após a morte do pastor Anderson, dizendo que não conseguia mais continuar por conta do sofrimento que o crime lhe trouxe.
Segundo o jornal O Dia, os três irmãos que organizaram a manifestação, que atraiu cerca de 100 pessoas, foram retirados do grupo do WhatsApp da família.