Biblioteca comunitária - Rádio Gospel

WhatsApp

LightBlog

Últimas Notícias

Biblioteca comunitária



Ecofuturo e Suzano entregam novas bibliotecas em Malacacheta (MG)

O Instituto Ecofuturo e a empresa Suzano, sua mantenedora, entregam duas bibliotecas em Malacacheta (MG) neste mês: uma nova unidade em Pequi, um dos bairros mais populosos do município, e a revitalização de outra, localizada na zona rural. A iniciativa integra o Nascentes do Mucuri, projeto desenvolvido pela Suzano com o apoio de diversos parceiros, que promove a restauração das nascentes do rio Mucuri, iniciativas de educação ambiental e o desenvolvimento regional.
A cerimônia de inauguração da Biblioteca Comunitária Profª Amélia Pêgo de Salles acontece nesta sexta-feira (5), às 18h, e é aberta à participação de todos. O espaço atenderá a comunidade e mais de 300 estudantes que frequentam o Ensino Infantil e o Fundamental I da Escola Municipal Eva Ribeiro Mendes. A homenageada que deu nome à unidade é Amélia Pêgo de Salles, que atuou como professora na cidade e faleceu em 2017.
A escola passou por reforma e ampliação pela Prefeitura que, como contrapartida para receber a biblioteca, também é responsável por manter o local após a inauguração e pela contratação de dois funcionários que atuarão no espaço.
A unidade recebeu um acervo com 1.000 novos livros de literatura, sendo 70% selecionados pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), parceira técnica do Instituto, e 30% escolhidos de acordo com a demanda da comunidade.
Na zona rural da cidade, a biblioteca da Escola Família Agrícola do Setubal foi ampliada e modernizada com o apoio da Associação Escola Família Agrícola Oeste do Mucuri (AEFAOM), que irá cuidar da manutenção física e da contratação de funcionários. Assis Lopes Barbosa, o homenageado escolhido nessa unidade, foi um dos membros mais engajados em projetos de melhorias na região, como na construção da igreja, do posto de saúde e da própria escola. A reinauguração acontece na terça-feira (9), às 17h.
O espaço receberá 203 novos livros, escolhidos por alunos e professores, para complementar o acervo já existente de publicações técnicas e literatura. A biblioteca atende aos alunos da escola, que estudam em regime de internato e são moradores de sítios do entorno.
O Instituto doou os materiais de construção necessários para a reforma e ampliação do ambiente, além de seis computadores, impressora multifuncional, TV, aparelho de blu-ray e o mobiliário complementar.
“A inauguração da Biblioteca Comunitária Ecofuturo de Malacacheta e a reinauguração da Biblioteca da EFASET contribui para a formação de cidadãos mais críticos, por meio da promoção da leitura e da educação. Mais do que fomentar o conhecimento, a nova unidade tem potencial de se tornar um centro cultural e local de integração para a população”, afirma Paulo Groke, Diretor Superintendente do Instituto Ecofuturo.
“Gostaria de agradecer ao Ecofuturo e à Suzano pelo legado que deixam ao município de Malacacheta. Esta biblioteca terá grande importância para a promoção de leitura literária e para a educação. Tenho certeza que a unidade será muito importante para o desenvolvimento dos alunos, da comunidade e da cidade”, afirma Wilton Pereira da Silva, prefeito de Malacacheta.
Histórico
A comunidade esteve envolvida durante todo o processo de implantação da biblioteca, que teve início em agosto de 2018. Foram oferecidas formações gratuitas em Auxiliar de Biblioteca e Promoção de Leitura, ministradas pela FNLIJ, e uma oficina de educação ambiental, realizada pelo Ecofuturo, com a participação de 40 pessoas, entre educadores e moradores.
Outras duas bibliotecas serão inauguradas em Minas Gerais ainda neste ano, nos municípios de Poté e Ladainha.
Criado em 1999, o projeto Biblioteca Comunitária Ecofuturo tem como objetivo a democratização do acesso ao livro, formação de leitores e o incentivo à leitura. A iniciativa também visa contribuir com a lei 12.244/10, que prevê a implantação de bibliotecas em todas as escolas do país até 2020. São 114 unidades da rede já implantadas em 12 Estados, com média de 660 mil atendimentos por ano e mais de 4 mil pessoas formadas nos cursos oferecidos.
(Fonte: EcoFuturo - http://www.ecofuturo.org.br)


Nenhum comentário